Antes, Durante e Depois da OCC – UTMB

Uma mulher com muita coragem. Não só por ter participado de uma das provas mais cobiçadas na comunidade trailrunning.

Como ela mesma diz, “eu tinha dois caminhos e decidi enfrentar e lutar”. Venceu o cancer de mama e de quebra concluiu a OCC – Orsières-Champex-Chamonix, uma das distancias (54km) do UTMB, na Semana Mundial do Trail em Chamonix, na França.

Este post nos emocionou demais, percebemos que a vida é frágil, e que podemos sempre, fazer de um limão…uma limonada. Obrigada Lisiani Calvano, por nos presentear com o teu depoimento e Parabéns pela sua bravura.

Há 10 anos, o mês de janeiro traz fortes emoções aos “trilheiros” do mundo.

É o período que sai o resultado das inscrições para todas as provas que compõem a Semana  “UTMB” – Ultra-Trail Du Mont-Blanc, corridas que passam pelos Alpes da França, Suíça e Itália.

Esse ano, eu e meu marido, fomos sorteados para correr a OCC (56,200Km, com 3.500+, largada na Suíça e término na França), e, primeiro a emoção incrível pela realização de um GRANDE SONHO, principalmente, depois de ver o pequeno grupo de brasileiros selecionados, e… depois começou a “correria”!

Organizar uma viagem dessa espécie requer planejamento e dinheiro, e lá fomos nós, empolgados, montar nossa grande aventura.

Tudo seguindo seu rumo tranquilo, treinos avançando, passagens compradas, quando o destino bateu de frente, e vivi a experiência mais assustadora da minha vida: ao fazer exames de rotina para obter o Atestado de Saúde para enviar para a prova, diagnóstico de Câncer de Mama.

O nódulo estava em fase bem inicial, por isso, para minha sorte, primeiro procedimento foi cirurgia de remoção, e, como foi classificado como “hormonal”, que seria a forma mais “branda”, 15 sessões de radioterapia.

Eu não sabia mais o meu futuro exato, mas acreditei no “Projeto OCC”, e me mantive bem alimentada, com sono em dia dentro do possível, e, fazendo reforço muscular, caminhadas e após corrida, sempre dentro dos limites da minha recuperação.

A corrida me manteve “firme”, e os treinadores e amigos da corrida ajudaram em todos os sentidos, e lá fui eu confiante com o passar do tempo ganhando confiança e disposta a encarar a viagem para a Europa.

Devidamente autorizada pelos médicos, feliz demais pela grande experiência que me aguardava, sorriso no rosto, lágrimas nos olhos, a força da corrente do bem, pronta para as Montanhas dos Alpes Franceses e Suíços, impactada pela beleza da região de Orsiére, que já foi energizante para uma largada emocionante!

Foi o começo de uma corrida sem comparação, e para mim, uma parte de uma longa jornada que ainda tenho pela frente!

E para aumentar a emoção, fomos saudados pelas pessoas de todos os vilarejos suíços e franceses que cruzamos ao longo da prova, todos aplaudindo e gritando palavras de incentivo, e, dezenas de crianças faceiras estendendo os bracinhos para dar um cumprimento, sempre sendo incentivada mais ainda quando viam a bandeira do Brasil em meu número de peito.

O desafio foi imenso, porque no Brasil sequer temos Montanhas, e as “subidas infinitas” foram um teste para a mente e o corpo, a primeira já mostrou o que nos esperava, porque tivemos que subir por 10km de forma contínua!

Clima seco, trilhas com muitas pedras e penhascos assustadores, a prova é uma pedreira do começo ao fim.

O cenário nos remete a imagens de filmes, o tempo todo, o corredor se sente no topo do mundo, perto das nuvens e muito, muito perto do cume gelado do Mont’ Blanc.

A estrutura é inigualável no mundo, tanto na largada quanto na chegada, quanto nos Postos de Apoio e controle, e toda comunidade, sempre atenciosa e feliz ajudando todos, e tornando essa prova uma experiência incrível.

Pessoas do mundo todo participam da prova, o que dá uma charme especial ao evento, ainda mais em provas de trilha, onde formamos grandes parceiros ao longo do trajeto, apoiando uns aos outros.

Sem os devidos treinos, mas amparada em meu currículo de trilheira, principalmente porque em dezembro de 2018 tinha feito 70 km na Serra da Cuesta, em São Paulo, fui indo km a km, e chegando dentro do tempo limite nos postos de controle da prova.

A prova exige grande organização e preparo, principalmente, quanto aos equipamentos, roupas e alimentação, um descuido e o corredor não termina, eu sofri na parte da alimentação, porque o calor desgasta muito, mas mantive meu “protocolo de emergência” cuidando hidratação e sal.

Teve 2 momentos que pensei em abandonar a prova, quando duvidei da minha capacidade diante dos treinos “limitados”, mas fui salva por anjos da guarda e certamente pela torcida no Brasil que me fizeram seguir adiante e viver meu “momento UTMB”.

Devagar, mas com resistência e sem me machucar, cruzei o Pórtico de chegada em Chamonix, caminhando, porque já me faltava energia depois de 14h de prova.

Coração acelerado, mente revivendo toda a jornada, e a certeza de que haveriam muitas outras belas chegadas na vida!!

Depois fiquei sabendo que dos 27 brasileiros inscritos para a prova, somente 16 finalizaram a distância, uma razão a mais para agradecer e viver com a alma leve da certeza de que cada dia é possível estar no caminho do bem e conquistar as Montanhas!

15 respostas para “Antes, Durante e Depois da OCC – UTMB”

  1. Parabéns, Lisi, por este depoimento emocionante. Tu és uma pequena (no tamanho) guerreira e mereces toda minha admiração. Te conheci começando a correr, na esteira, 1, 2, 3km, e agora, ultras, por esse mundão afora. Força e foco! Bjs

  2. Lisiani, menina guerreira, as vezes não sei te elogio ainda mais, para te poupar de esforços que exigem de ti toda a superação, nem queria te falar em orgulho de ti para não proporcionar vaidades, mas, a evidência da coragem de teus feitos traz a força da realidade que deve ser reconhecida. Quero aplaudir efusivamente, mas ao mesmo tempo te “ninar” com o carinho de pai. Parabéns minha filha, nem precisavas fazer tanto pra eu te amar imensamente como amo e te admiro. Deus te abençoe e cumule com sabedoria, saúde e sucesso.

  3. Lisi!!!! Emoção ao ler teu depoimento e muito orgulhosa de ser tua amiga!!!! Beijo e que Deus continue sempre iluminando tuas trilhas!

  4. Que privilégio ler esse relato desta pessoa maravilhosa cheia de energia positiva sorriso lindo! Lisi você é mais uma Vitoriosa e uma inspiração! Parabéns!

  5. Essa mulher é uma linda um exemplo. é um privilégio conhecê -la e conviver com ela.uma vitoriosa.

  6. Power girl!!! Muito inspiradora a tua jornada, obrigada por dividir sua vida com a gente, nao eh facil mostrar as adversidades pro mundo.
    Mas fique certa que seu texto vai inspirar muitas mulheres passando pela mesma coisa e dar um forca pra elas acreditarem que podem chegar ao objetivo traçado e seguir adiante com a vida pela frente. Muito sucesso sempre Lisiani

  7. Minha amiga linda, óbvio que as lágrimas me escorrem no rosto! Parabéns guerreira! Beijão.

  8. Que orgulho de ti minha amigona do ❤️, SUPERAÇÃO TOTAL! parabéns pela conquista, és guerreira e super dedicada no teu propósito! Super bjao e seja vc sua prioridade sempre!
    Me emocionei diante do teu relato e me fortaleço ainda mais sabendo que eu tenho pertinho de mim alguém que me inspira a cada dia! Te Amo Amiga ❤️🌹

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *